sexta-feira, 25 de junho de 2010

Palavra de Egbomi - Testemunhos de Fé

Boa Dia!!!
Em Dia a todos torcedores... Pois é como eu não gosto nem um pouco de Futebol, decidi escrever, afinal o mundo para nessa hora, eu torço pelo Brasil, só não tenho paciência para assistir nenhum jogo, e falando sério essas vuvunzelas são um saco(rs).

Então vou falar sobre Testemunhos de Fé. No Candomblé temos o xirê, o run e no final das festa o Babalorixá ou Yalorixá, geralmente, dão um pequeno discurso do tipo: "Muito obrigado a todos que vieram, titititi, e não vão embora porque ainda vai ser servido o ajeun..." E Pronto! Esse final não deveria ser usado para aqueles que amam o orixá exaltar as coisas de bom que o mesmo fez em suas vidas?
Não estou querendo imitar os evangélicos não...Mas testemunhos de fé são importantes. Nós sabemos que as cantigas e itãs dos orixás já fazem isso, exaltam suas conquistas, sua beleza...mas é tudo em yorubá e meus caros a maioria de nós, povo do santo, só sabemos o básico do yorubá, o que é ensinado dentro da casa de candomblé. Então porque não tirar 20min para falar em bom português, as coisas que o santo transformou na sua vida...
Eu mesmo tenho vários testemunhos e fiéis a verdade, então vamos lá:

Minha Mãe
A Yalorixá Rose de Oxum, aos 16 anos engravidou de mim, porém um ano antes ela teve um aborto natural muito traumático, e os médicos disseram que dificilmente ela engravidaria, e se engravidasse seria de risco... Pois é meus caros, como uma boa filha de Oxum, um ano após ela engravidou de mim, aos 5 meses, a barriga de minha mãe já estava como se tivesse 9 meses, e então novamente a medicina dos homens disseram que eu nasceria de 7 meses e com problemas de saúde. Então minha bisavó, Mãe Minervina de Ogum, decidiu iniciar sua neta, e então, no dia 17 de janeiro de 1987, eu nasci, saudavel, de parto normal e acreditem no dia da festa da Oxum da casa... Até hoje essa história é contada por todos irmãos de santo da minha mãe e tido como um milagre do orixá. E talvés por essa e outras que hoje estou aqui escrevendo sobre o que mais amo na vida.

Pai Toninho de Xangô
A 8 anos atrás, na cidade de Itapevi, meu babalorixá, estava assistindo um candomblé na casa de meu primo Kita, quando ele começou a passar mal, um inicio de parada cardíaca, quase levou meu pai...Mas nesse momento todos gritaram por Xangô, que veio e deixou-o na porta do hospital. Babá sofreu uma cirurgia e em poucos dias já estava jogando búzios e seguindo seus afazeres como zelador de orixá...

Babá Pércio de Xangô
Na comemoração de 30 anos de casa aberta do Pai Kabila (Barueri), o Babá Pércio, deu seu testemunho emocionante, pois meses antes ele teria sofrido um derrame e ficado muito mal no hospital, quando recebeu a visita de Ogum e Oyá, e em poucos dias estava em casa. Uma pequena sequela no rosto devido ao derrame que em 6 meses, já não tinha deixado nem sinal do ocorrido...Quando ouvi ele falando do orixá e de sua fé, eu chorei muito e minha fé se renovou.

Muitos são os atos do orixá em nossa vida. Dizem as outras religiões que somos do dêmo...e não sei o que, mas o Mal nada constrói. Somo do bem, somos do verdadeiro Deus, Olodumare, aquele que não nos criou, apenas para julgar, do certo e errado, o pecado...Olodumarè nos criou para sermos felizes, livres, porém responsáveis...Acreditamos em um deus que não está no céu sentado, castigando e colocando em provação seus filhos, acreditamos em um deus que compartilha seu amor conosco. Um Deus próximo que deu a seus filhos os orixás, para que possamos entender e respeitar a natureza e sermos guiados, quase que no colo.
Hoje se fala muito em África, porque será né?...Mostram a pobreza em que vive nossas ancestrais, mas irmãos não é pela religião, e sim pega ganancia dos europes, que tiraram todas as riquezas dos negros, porém não tiraram a sabedoria que desde os bantus até os yorubás que vieram para cá, e trouxeram essa energia maravilhosa...Por isso, conheça o orixá antes de criticar nossa religião...Era o tempo que a voz da massa era a voz de Deus. Siga sua cabeça, isso é o que nos faz únicos...Boa Sexta Feira e um ótimo final de semana!

3 comentários:

Anônimo disse...

Olá meus querido!!!
Lá vai o meu..primeiro, espero o de voçês tb!!!!

Então,o orixá pra min aconteceu meio que por um milagre, venho de uma familia evangelica (porem aberta ) e a 4 anos comecei a conhecer o candomblé e a 1 ano Osogyan me deu caminhos e hj sou iniciado, considero isso um ato de um milagre pra mim, afinal quem diria q hj estaria aqui escrevendo sobre algo até já cheguei a criticar.
Amo o orixá
E dentre esse tempo de iniciação, conheci muitas pessoas que acrecentaram muito a minha vida principalmente nesse ultimo ano,a entre vário outros acontecimento (como a minha efetivação no governo do Estado,na prefeitura,mudança na qualidade de vida entre várias outras tanatas coisas muito boa que me aconteceram, e tudo isso devo ao Orixá que me deu caminhos , e assi vou seguindo em frente .

Agradeço também ao meu Pai que me iniciou, e tanto me ajuda quando necessito.

Grato
Rosivaldo, 23, Geográfo, Sp

Anônimo disse...

Tá vendo...se fosse um blog dos evangelicos, teria um monte de "testemunhos"..aff

abraços

Idowu Ayodeji disse...

Mo juba a todos!
Sempre é muito importante enaltecer o Bem que os Orisa nos proporcionam todos os dias. É uma forma de não apenas renovar a nossa fé, mas fazer com que essa fé, seja espalhada pelo vento aos sete cantos do mundo, fazendo com que o Orisa esteja sempre vivo em nosso dia-a-dia.Mas, acredito que o mais importante é saber que Ifa e Ori sempre nos orientam pelo melhor caminho, e que escolha de ir por esse caminho é nossa. Por isso, além da fé e dos Orisa é preciso ter consciência de nossas atitudes, mantendo sempre uma ligação entre humildade e ética.
É preciso também entender que precisamos ter Fé, Perseverança e Merecimento, para que as coisas realmente possam acontecer em nossas vidas, e também entender, que devemos pedir a Ori que nos permita alcançar sabedoria e equilibrio, pois só assim será possível atingir um bem maior me nossas vidas.
A dupe O!
Ki Obaluaiye wa gbe o!
Idowu