segunda-feira, 3 de março de 2014

Assentamentos – Como funciona?

Recebo diariamente várias mensagens sobre a questão de assentamentos (Igbá – vasilhame que guarda os segredos e fundamentos do Orixá). Eu não posso ditar o que é certo ou errado, o que posso fazer é dizer como funciona em nossa casa, o Egbé L’ajò.


Assentamento de Exú:
Exú Orixá, o Bara, é feito ou na iniciação ou na obrigação e um ano. 
Exú Catiço, apenas se houver a necessidade ou indicação do Exú da pessoa.

Igbá de Orixá
Na iniciação, é feito montado o Igbá do Orixá do filho e caso haja necessidade, assentamos os demais, que geralmente acontece assim:
- Iniciação (iberê): Orixá
- 1º Ano (Odun kan): o junto (ojúory)
- 3º Ano (Oxumetá): Etá (terceiro)
- 7º Ano (Odun ejê): O Orixá ancestral (aquele que vem de nossa família)

Igbá Ory
É montado apenas no sete anos, ou se houve a necessidade.

Orixá Ajaláory
É montado para aqueles que vão cuidar de cabeças ou serão células multiplicadoras.

Igbá Odú
É feito caso o filho possua algum tipo de necessidade energética. Exemplo: A vida do filho, mesmo com obrigações, sempre chama confusão, então assenta-se Ofú, para trazer paz, pois essa não é questão de Orixá e sim de energia. 

Outros assentamentos, como Iyámin,Babá Egun e etc, são feitos conforme a necessidade de fundamento de um axé.

Muito axé a todos!

Nenhum comentário:

Entrevista para TV Alto Astral