Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2018

Boas Energias

Imagem
(28-05 à 04-06) Essa é uma semana guiada por Oxalufã e Oxaguiã, que continua presente desde a semana passada. A força da tradição e do questionamento podem nos ajudar a chegarmos a bons acordos, porém medidas para apenas apagar o fogo não irão ajudar, aliás, “atalhos” e “emendas” prejudicam todas as áreas de nossas vidas. Amor: O carisma será o ponte forte para conquistar o amado (a) essa semana, nada de descontar o nervoso da família. Dialogo será importante, assim como bom humor. Não seja tão duro com você mesmo e tenha em mente que momentos de obstáculos podem fortalecer os laços emocionais. Financeiro: Além da crise que estamos vivendo, finalizamos um mês e essa energia é sempre muito pesada, afinal as cabeças estão todas preocupadas e as forças negativas sempre tentam nos atacar, por isso, *energize e siga em frente, sem perder o foco. Saúde: Ambas as forças que guiam essa semana falam sobre problemas nos ossos e respiratórios, que podem piorar, por isso, muito cuidado e nada de…

Família de Axé – Uma boa convivência depende de você!

Imagem
Uma família de axé desempenha um papel muito importante em nossas vidas, porém não devemos transferir para ela os problemas que temos ou tivemos na nossa família carnal. Observei nesses anos que todos aqueles que entram no Candomblé para unicamente suprir a carência familiar, acabam se frustrando, pois independente da relação que você está buscando, laços de amizade e cumplicidade levam tempos para se fortalecer. Muitos zeladores são contra as “amizadinhas” na casa de santo, dizem que adoecem a relação com religioso e apenas buscar amigos não é o intuito quando se busca uma religião, seja ela qual for. Eu concordo em partes, pois acredito que as relações sadias ajudam a fortalecer os elos com a comunidade, motivam e podem ser um fator de axé, o que eu não gosto é do disse-me-disse, a conversinha fiada e a busca por aliados para se fortalecer na casa de santo e criar as famosas panelinhas, isso nunca deu certo, é o pior contra-axé, afinal você se inicia para viver melhor consigo e com …

Boas Energias

Imagem
Boas Energias Babá Diego de Odé  (21-05 à 27-05)
Essa é uma semana guiada por Oxaguiã e Yemanjá, o que favorece a diplomacia e a revisão de acordados, sabe aqueles problemas que você sabe que estão ali adormecidos, mas que uma hora ou outra é necessário resolver? Pois bem, esse é o momento. Amor: Hora de renovar os votos com o parceiro (a), de fazer uma visita ou mandar uma mensagem para aquele amigo que há muito tempo você não tinha notícias. Oxaguiã nos ensina que ter amigos em quem confiar é essencial para um caminho mais feliz e prospero. Financeiro: Equilíbrio é a palavra que define essa semana, portanto, nada de exagerar nas compras nem fazer dividas a longo prazo. Excelente momento para colocar documentos, para evitar que amanhã os processos burocráticos te atrapalhe. Organize! Saúde: As doenças ligadas ao sistema respiratório serão bem mais comuns, cuidado com as gripes que não saram, não deixe de cuidar tanto materialmente quanto *espiritualmente de você. Que nosso Oxaguiã e …

Boas Energias

Imagem

Boas Energias

Imagem
Babá Diego de Odé  (30-04 à 06-05)
Essa semana será regida por Ogum, que abre os caminhos principalmente na área financeira e Oxaguiã que ajuda a equilibrar o espiritual, é uma excelente oportunidade para replanejamento, olhar suas metas e caso as coisas não estejam do jeito que você esperava, reveja os pontos que podem ser melhorados e siga em frente.  Amor: Viemos de uma semana onde Oxum estava regendo e saímos de uma força muito emocional para uma racional (Oxaguiã), isso pode gerar choques, discussões intermináveis por quem está ou não certo, muito cuidado, não deixe isso atrapalhar seu relacionamento, se quiser iniciar uma D.R. por favor, que ela tenha começo, fim, conclusão e ação.  *Financeiro: Sabe aquele controle de gastos que você fez no começo do ano e parou de preencher? Então, vamos usar ele novamente e começar a observar onde está indo seu dinheiro, Ogum ensina que pior que não ter armas para enfrentar uma guerra é ter e elas serem “cegas” pela falta de uso. Seja sincero…