Postagens

Mostrando postagens de 2016

Pensamentos e Reflexões - Tudo em 2016

Imagem
Esse foi um ano de finalizações, de revelações e quer saber? Todos anos são assim, mas cada ciclo representa um novo tempo, uma nova direção e essa é a magia de existir. Dentro da vida pessoal, só tenho que agradecer as oportunidades que Olorún e pai Odé me proporcionaram, mas sobre a vida espiritual, existem algumas lições que não custa nada dividir. O assunto desse ano foi o “Apocalipse do Candomblé”, nunca se falou tanto do fim das tradições, nunca em toda história se questionou tanto o que é ou não correto dentro das casas de asé, cada um se sentiu no direito de vestir a roupa de “juiz”, lógico que atrás do conforto de suas telas de celulares e computadores, pois é visível que há muito mais fé e atitude nas redes sociais do que dentro das casas de Orisá, pois se toda essa energia fosse direcionada na vida pessoal e casa de asé, não existiria tanto ajè.  Somos de uma única religião chamada “Candomblé”, porém cada asé tem seus costumes e sua maneira de transmitir a religiosidade e …

Odé Akueran

Imagem
Ligado a Ogún Onire, Akueran é aquele que trás a fartura da montanha. Tem profunda ligação com Osún e Òbà.  Teria sido largado por Ogún na mata, nu e sem armas, após diversas provações, ele retorna a tribo, coberto com as peles das caças e com muita carne. Ogún orgulhoso, pois só deixou o irmão sozinho para que pudesse amadurecer e como prêmio pela sua bravura, Akueran herda a tribo de Ogún, que segue para conquistar novas terras.

Odé Dana-Dana

Imagem
E Oyá Bagan Diz uma lenda que Oyá Bagan foi encarregada de ir em cada tribo ao redor de Oyá e aprender o segredo do Orisá líder para trazer a Sangò, pois o rei sabia que isso ajudaria ele a dominar outros povos, porém em uma dessas caçadas por poder, Bagan se viu cercada, pois fora descoberta, já noite, ela foi resgatada por Odé e a partir daquele momento, tudo que um ganhava dividia com o outro. Ele recebe o nome de Dana-Dana Por ser muito esperto, Odé buscava outros jeitos de caçar, pois a cada dia a fome de sua família crescia, então ele cria uma armadilha, vendo que teve vitória, cria outras diversas. Porém isso não agradou os outros caçadores, que ao persegui uma presa, ela sempre era pega primeiro pelas arapucas, então eles começam a chamá-lo de Dana-Dana, ou seja, ladrão, ainda hoje é usado esse termo em algumas tribos para chamar o outro de bandido. 
Dana-dana e Iyèwá O caçador era conhecido por ser destemido e corajoso, porém ele guardava um segredo, mesmo tendo que caçar, ele s…

Odé Erinle (Ibúalama e Inlé)

Imagem
O caçador de elefantes, tem seu culto quase que separado dos demais Odé, isso pois Erinle não é apenas um caçador, mas também é ligado a botânica e a medicina.  São três os momentos que cultuamos, sendo Inlé, ligado a Osún que deu a luz a Ologúnèdé. Ibúalama, quando tem caminhos com Iyèmonjá, união que resultou os gêmeos, Osún Karè e Odé Karelè e Erinle, que tem forte ligação a Iyá Otín.  Diz uma lenda, que Erinle era famoso por sua beleza e esperteza, porém após viver com Iyemanjá, firmou um acordo de manter segredo sobre o que havia visto em sua casa, mas ele não cumpriu a promessa e ela cortou sua língua, desesperado ele vai até o fundo da rio buscar ajuda de Osún Ijimú e Osún Ominibú que devolvem lhe a voz, porém ele teria que ser coberto pela sabedoria, sem entender ele aceita, mas ao sair do rio e ver seu reflexo, ele havia se tornado velho e entendera que a sabedoria que tanto buscava estava no tempo que ele tanto havia desprezado, foi então que recebeu o nome de Ibúalama, sáb…

Odé Igbò

Imagem
Irmão de Ogún e Esú, Igbò é filho de Iyá Ogunté e Ogún Alagbedé, o ferreiro. Teria se perdido nos encantos de Osaiyn e após sua mãe o chamar três vezes para que voltasse para casa sem sucesso, ela teria o dado como morto, mas Esú e Ogún não desistiram do irmão e seguiram em uma longa jornada atrás de Igbò, Iyá Ogunté, triste e preocupada com a direção de seus filhos, se transformou em um rio, para que eles, durante a estrada pudesse matar a sede, a esse rio foi dado o nome de Ogún.  Odé Igbò mais tarde foi morar com Osún Okè, conta a lenda que por amor a ela, ele caçou em um dia proibido, caindo em sono profundo, para que o amado voltasse a vida, Okè firmou um acordo com as Iyás (Mães Ancestrais), que se ele voltasse a vida, ela iria abdicar do amor de Igbò e morar isolada na montanha. Após voltar a vida, a Igbò foi dado a tarefa de proteger a fauna e não permitir que houvesse caça sem a real necessidade.

Odé Karèlè (Odé Karê)

Imagem
Filho de Odé Ibúalama e Iyèmonjá Asesú. Ligado ao rio como o pai, ele e sua irmã, Osún Karè, travaram uma grande disputa para saber quem era o preferido de seus pais que será narrada abaixo. Ibúalama forjou um Ofá (arco e flecha) e Asesú preparou uma Abebé (Espelho de mão, símbolo também de fecundidade) com o poder de controlar os peixes, ambos os filhos receberão os miraculosos objetos e seguirão juntos na tarefa de encontrar Iyá Apaoká, a jaqueira, pois foi lhe dito por Orumilá que lá encontrariam a resposta que procuravam, porém deveriam fazer o caminho sem usar atalhos.  Durante a viagem terrestre, ainda dia, Odé Karelè habilmente caçava e matava sua fome , porém Osún Karè não conhecia a arte da caça e ficava com fome, já no trecho de rio quando a noite se fazia presente, ela sabia como manusear a Abebé e matava sua fome de peixe, já o irmão não conseguia, atirava suas fechas e nada. Quando chegaram até a grande Jaqueira, eles fizeram a tão difícil pergunta e ela respondeu que el…

Odé Onisèwè

Imagem
Ligado a Osaiyn, teria sido encantado por Onilé, a mãe terra, que se impressionada por sua beleza, criou a primeira gruta e fez dela surgir água doce e límpida, porém ele precisa ensinar os homens a arte da caça, tendo que deixa-la só.  Dizem os antigos, que usa rosa, pelo mesmo motivo de Oyá Onira, era um caçador feroz e lavado de sangue encontrou Obatalá que soprou sobre ele o pó branco, efún para acalmá-lo e por isso, tudo seu tem a cor branca, azul claro e rosa.  Conhecido em alguns asés, como o caçador de borboletas. Onisèwè aprendeu com seu pai, Babá Dankò, a caçar as bruxas que tentavam perturbar a ordem na aldeia, onde prendiam-as no bambu fino e amarrado com um laço branco, feito por Iyèmonjá Sabá.

10 Formas de chamar a atenção do seu Babalorixá

Imagem
1 - Chegue mais cedo durante as funções e quando o Babá entrar no barracão, você já está com seu banho tomando e sua roupa branca. 2 - Esteja sempre atento as necessidades da casa do Orisá, não pode ajudar com dinheiro, não tem problema, ajudando a economizar, a organizar e evitando desperdiço, você já colaborando em muito. 3 - Viu uma rodinha falando mau de um irmão, saia de perto ou se posicione, dizendo que não é bom para o axé, um falar do outro. 4 - Atenda com atenção e carinho todos aqueles que chegam na roça. Seja um facilitador, não coloque pedras no caminho de ninguém. 5 - Agradeça, devemos lembrar que seja emprestar um pano de cabeça ou colaborando com um quilo de grão das nossas obrigações, cada gesto de fraternidade deve receber no mínimo um "muito obrigado". 6 - Ouça, fale menos e a cada ensinamento que receber, peça a benção, além de fazer parte do humbè ainda mostra que você está aberto a aprender. 7 - Se não conseguir lembrar de tudo que deve levar a casa de…

Oyá & Ibeji - 2016

Imagem
No dia 29 de outubro de 2016, comemoramos as festividades de Oyá e Ibeji, confira abaixo as fotos dos melhores momentos. - Realização: Ilè Asé Egbé L'ajò - Idealizador: Babá Diego de Odé -
https://www.facebook.com/baba.d.ode/?fref=ts - Organização: Iyá Egbé Mayra e Babá Rô de Osálá - Fotos: Pontes Érica Catarina - Lembranças: Cheiros e Mimos - Roupas: Crioula Fashion - Moda Afro, Sofia Magia, William Roupas de Axé e Ogan Tadeu. - Aparamentas: Márcio Paramentas de Orixás, Alemão Paramentas,
Rei dos Orixás (Lapa). - Materiais de Axé: Sandro Ty Airá (Tudo para Orixá) e Rei dos Orixás (Lapa - SP). - Doces: Váleria de Logun.  - Nosso blog: terradosorixas.blogspot.com.br - Fanpage: Babá Diego de Odé Em nome da Família Egbé L'ajò, agradecemos todos os amigos e seguidores das nossas redes sociais, que estiveram presentes, prestigiando a celebração de Oyá e Ibeji. Endereço do asé: Rua José Rodrigues do Nascimento, 97 - Jardim Dona Elvira, Itapevi - SP. Telefone: (11) 4141-0167








O Poder de Um Iniciado

Imagem
Quando somos escolhidos pelos Orisás e Ancestrais para carregar o asé e o nome de uma família, devemos lembrar que temos uma aliança com a natureza e partir desse momento, não haverão apenas direitos, mas também deveres com tudo aquilo que é filho da terra, inclusive o próximo. O poder de um iniciado está na sua capacidade de criar uma relação de harmonia com o meio, de passar o que lhe foi ensinado, de compreender que se é de uma religião onde o inimigo sempre foi o preconceito e a ignorância, e por esse motivo que um omo-Orisá não pode ter a cabeça fechada, não deve se apegar a guerras bestas, pois se é “feito” para ser melhor e não para competir com ninguém. As tantas lições que se aprende na religião dos Orisás, só terá sentido se você levar o saber para sua vida e transforma-lo em conhecimento. E lembre-se, não adianta vestir branco na sexta-feira, se você ao menos diz um “bom dia” para seu colega de trabalho, não adianta você não comer carne de porco, mas intoxicar seu corpo co…

Qualidades de Osún

Imagem
- Osún Iberín (Merín): Senhora da água que infiltra as rochas e forma as fontes. Ela caminha com Iyèwá. Iberín.  É dona da água que envolve o bebê durante a gestação e também é mãe do pássaro Odide. São raros os seus filhos que entram em transe.  - Osún Ipondá: Mãe de Ologunèdé, teve seu coração caçado por Sangò Aganjú, que a prendera e para fugir do seu amor possessivo, tomou forma de uma linda pomba branca. Mais tarde, pelo seu poder de estratégia, Ipondá seguiu para guerra com Osaguian.  - Osún Opàrá: Guerreira, é mãe da água que cruza e divide as estradas. Companheira de Oyá. Opàrá lutou ao lado de Ogún e Osún Ipondá, onde venceu muitas guerras, suas itán (lendas), sempre nos mostra uma mulher forte e decidida, porém que lutava para estabelecer seu lugar não como menor, mas sempre como igual ao poder masculino.  - Osún Ijimú: Dona da lama do fundo dos rios e lagoas, senhora da sabedoria. Travou uma guerra com Ibúalama pelo domínio do rio, onde após uma longa batalha, um se torna …

Mensagem do Dia

Imagem

Bom Senso

Imagem
Nossos ancestrais lutaram muito para preservar a memória ancestral, as tradições e religiosidade, mesmo com o sincretismo e a divisão entre nações, permaneceram unidos e orgulhosos do que carregavam, com o tempo as casa de asé foram se dividindo, questões pessoais foram colocadas acima do Orisá, em alguns casos isso foi necessário, já em outros a vaidade se fez tão presente que acabou cegando os dirigentes e hoje muitas dessas casas nem existem mais. Com isso, aprendemos que bom senso vem antes de qualquer passo, precisamos pensar para falar e o reflexo que isso terá dentro e fora da família de asé, essa é uma lição importante para o omo-Orisá, pois como eu costumo falar, para sermos bons filhos de santo, precisamos antes sermos boas pessoas. Que Odé ilumine a cada um de vocês e que o Ori nos permita aprender com os tapas, para que eles não comecem virar murros e posteriormente o silêncio, pois é assim que o universo responde aqueles que insistem nos mesmos erros. Com carinho,
Babá Di…

Cumprimentar a Casa de Asé

Imagem
Os filhos de santo quando chegam a casa do Orisá, seguem para o banho (Omi eró) e logo em seguida vão “cumprimentar” os asés e por que fazem isso? Acreditamos em energia e quando chegamos em casa tanto na espiritual quanto material, precisamos “esfriar” o corpo, para não transferirmos a energia da rua para dentro de onde vamos recarregar as energias.  Saudamos a porta e a casa de Esú, agradecendo por guardar nossa casa e cada individuo que entra e sai dela, Saudamos Ogún por ser nosso protetor na estrada, Saudamos o Asé para fortalecer os nossos votos de fidelidade e compromisso, Saudamos os Atabaques (ilú), pois são eles quem acordam a nossa ancestralidade, Saudamos a Cadeira do Orisá da casa, agradecendo por seu asé e por ter permitido o resgate dos nossos laços espirituais,   E saudamos a casa (ilè) ou o quarto (yara) onde está nosso assentamento (igbá), afinal, ele é o instrumento de comunicação entre o aiyè (terra) e o orún (ceú).
A partir daí iremos colocar cabeça (foríkan), ao…

Gratidão

Imagem
Sou grato a tudo que Olorún e Odé me deram, pelas provações, pelos obstáculos, pois cada um serviu para me preparar para a vida de sacerdócio, pois nem sempre foram flores, confiei em quem não devia, já dei murros em ponta de faca, já briguei, já voltei atrás, enfim, cada situação me formou como ser humano e hoje, olho o passado e só vejo alegrias. Agradeço também o povo de asé, que já me acompanha há dez anos pelas redes sociais, me viu crescer, aprender, amadurecer. Meu muito obrigado, de todo coração, que Odé ilumine o caminho de cada um de vocês e que venham mais dez, vinte, cinquenta anos, pois tudo se transformou, só a minha fé, que se manteve intacta e fortalecida.  Gratidão, Fé e Sabedoria são as únicas coisas que o mundo não pode tirar de você!

Oyá e Seus Caminhos

Imagem
(Por Babá Diego de Odé)
- Mensan: Ligada às tempestades e as mudanças de estação. Foi ela quem se opôs a Ogún quando ele queria invadir as terras de Nánà. Diz a itàn (lenda) que ele a dividiu em nove (Mensã = Dividida em nove), e ela teria dividido ele em dois, Ogún Mèjí (Dividido), dando origem a ambos cultos, por essa ração carrega nove adaga (espadas).

- Tópé: Mãe do fogo, aquela que acompanha Esú e Sangò. É ela a terra que envolve o Odú Ará (pedra do raio). Feiticeira, buscava sempre receitas para ajudar a humanidade a evoluir. Uma das mais importantes presenças no agèrè (Ritual do fogo). É comparada em seus mitos a cobra mamba-negra, o que nos indica o cuidado com que os ancestrais tratavam desse caminho.

- Onira: Ligada a ancestralidade feminina e a água. Mora onde o vento da curva e passa pelo rio . Seria filha rejeitada de Osún Òpárá e Ogún Wárìn, que foi posteriormente resgatada e cuidada por seus pais, porém antes disso passou por várias provas, até que se uniu com sua mãe e …

Mensagem de Fé

Imagem

Olubajé -2016

Imagem
No dia 27 de Agosto, foi realizado o Olubajé no Ilè Asé Egbé L'ajò, confira abaixo as fotos dos melhores momentos. - Realização: Ilè Asé Egbé L'ajò - Idealizador: Babá Diego de Odé -
https://www.facebook.com/baba.d.ode/?fref=ts - Organização: Iyá Egbé Mayra e Babá Rô de Osálá - Fotos: Pontes Érica Catarina - Lembranças: Cheiros e Mimos - Roupas: Crioula Fashion - Moda Afro, Sofia Magia, William Roupas de Axé e Ogan Tadeu. - Aparamentas: Márcio Paramentas de Orixás, Alemão Paramentas,
Rei dos Orixás (Lapa). - Materiais de Axé: Sandro Ty Airá (Tudo para Orixá) e Rei dos Orixás (Lapa - SP). - Doces: Nara Alves - Nosso blog: terradosorixas.blogspot.com.br - Fanpage: Babá Diego de Odé Em nome da Família Egbé L'ajò, agradecemos todos os amigos e seguidores das nossas redes sociais, que estiveram presentes, prestigiando a celebração do Olubajé.







Candomblé de Xangô - 2016

Imagem
No dia 31 de Julho, foi realizado o Candomblé de Xangô no Ilè Asé Egbé L'ajò, confira abaixo as fotos dos melhores momentos.
- Realização: Ilè Asé Egbé L'ajò
- Idealizador: Babá Diego de Odé - https://www.facebook.com/baba.d.ode/?fref=ts
- Organização: Iyá Egbé Mayra e Babá Rô de Osálá
- Fotos: Pontes Érica Catarina
- Lembranças: Cheiros e Mimos
- Roupas: Crioula Fashion - Moda Afro, Sofia Magia, William Roupas de Axé e Ogan Tadeu.
- Aparamentas: Márcio Paramentas de Orixás, Alemão Paramentas,
Rei dos Orixás (Lapa).
- Materiais de Axé: Sandro Ty Airá (Tudo para Orixá) e Rei dos Orixás (Lapa - SP).
- Doces: Nara Alves
- Nosso blog: terradosorixas.blogspot.com.br
- Fanpage: Babá Diego de Odé
Em nome da Família Egbé L'ajò, agradecemos todos os amigos e seguidores das nossas redes sociais, que estiveram presentes, prestigiando pai Xangô e nosso asé.






Candomblé de Xangô - 2016

Imagem
No dia 31 de Julho, foi realizado o Candomblé de Xangô no Ilè Asé Egbé L'ajò, confira abaixo as fotos dos melhores momentos.
- Realização: Ilè Asé Egbé L'ajò
- Idealizador: Babá Diego de Odé - https://www.facebook.com/baba.d.ode/?fref=ts
- Organização: Iyá Egbé Mayra e Babá Rô de Osálá
- Fotos: Pontes Érica Catarina
- Lembranças: Cheiros e Mimos
- Roupas: Crioula Fashion - Moda Afro, Sofia Magia, William Roupas de Axé e Ogan Tadeu.
- Aparamentas: Márcio Paramentas de Orixás, Alemão Paramentas,
Rei dos Orixás (Lapa).
- Materiais de Axé: Sandro Ty Airá (Tudo para Orixá) e Rei dos Orixás (Lapa - SP).
- Doces: Nara Alves
- Nosso blog: terradosorixas.blogspot.com.br
- Fanpage: Babá Diego de Odé
Em nome da Família Egbé L'ajò, agradecemos todos os amigos e seguidores das nossas redes sociais, que estiveram presentes, prestigiando pai Xangô e nosso asé.