terça-feira, 4 de outubro de 2016

Bom Senso

Nossos ancestrais lutaram muito para preservar a memória ancestral, as tradições e religiosidade, mesmo com o sincretismo e a divisão entre nações, permaneceram unidos e orgulhosos do que carregavam, com o tempo as casa de asé foram se dividindo, questões pessoais foram colocadas acima do Orisá, em alguns casos isso foi necessário, já em outros a vaidade se fez tão presente que acabou cegando os dirigentes e hoje muitas dessas casas nem existem mais.
Com isso, aprendemos que bom senso vem antes de qualquer passo, precisamos pensar para falar e o reflexo que isso terá dentro e fora da família de asé, essa é uma lição importante para o omo-Orisá, pois como eu costumo falar, para sermos bons filhos de santo, precisamos antes sermos boas pessoas.
Que Odé ilumine a cada um de vocês e que o Ori nos permita aprender com os tapas, para que eles não comecem virar murros e posteriormente o silêncio, pois é assim que o universo responde aqueles que insistem nos mesmos erros.
Com carinho,
Babá Diego de Odé
(11) 4141-0167
terradosorixas@hotmail.com

Nenhum comentário:

Buscar no Orisá a força para recomeçar

Durante a vida vamos passando por momentos onde nada tem explicação, são crises que vem como tempestades que param ...