sexta-feira, 2 de maio de 2014

Confiança no Candomblé


A confiança do povo de axé é abalada constantemente pela falta de informação, pelos oportunistas que se aproveitam das fragilidades das pessoas para tirar proveito, entre outras coisas. Em contra partida, as casas que possuem fundamentação, sérias, fecham suas portas para quem não tem condições, poucas são as que acolhem igualmente ricos e pobres.


Entretanto, isso não pode nos afastar do Orixá, é preciso nos levantar em pró a comunidade e esse é o desafio da nova geração do candomblé, que tem como obstáculo, muitas vezes, a hierarquia opressora e a cultura do “manda quem pode, obedece quem tem juízo”. Poucos foram os “antigos” que se preocuparam em deixar um legado organizado e para todos. 

Portanto, pensando no futuro, decidi destacar algumas qualidades que o novo Zelador de Orixá precisa ter para alcançar o sucesso no novo candomblé, e são:

- Ser Abençoado: Não adianta querer ser pai de santo, é necessário ser indicado pelo Orixá e ser portador de axé. Estimo que apenas 5% dos iniciados na religião dos Orixás, realmente nasceram com o dom de zelar de cabeças.

- Preparado: Ter dom é maravilhoso, porém é preciso se preparar para o mundo, para ministrar os ritos, para aconselhar e orientar os filhos dos Orixás. E isso acontece dentro da casa de axé. Livros e apostilas servem para quem já tem base sólida e sabe diferenciar o que é condizente ou não com sua raiz e com seu axé.

- Responsável: Não só com o Orixá, mas com os filhos, com a sociedade e com a natureza. Cuidar e lidar com pessoas não é nada fácil. Pai de santo que dorme com filho de santo, que impõe ao outro o que não faz, que grita, humilha, usa drogas e etc, não terá vez no novo cenário. 

- Confiante: É um ingrediente necessário, pois ingratidões e decepções faz parte do nosso cotidiano, se você não tiver confiança no Orixá, na sua capacidade e no seu povo, irá perder a Fé e vai acabar com muitos, fazendo por fazer, sem amor, nem entusiasmo.

Pensem nisso, vamos fazer um Candomblé do bem, com amor e comprometimento, afinal o Orixá merece!

Nenhum comentário:

Entrevista para TV Alto Astral