terça-feira, 14 de maio de 2013

Convivência no Candomblé


Qual o tipo de relação você tem com o seu zelador(a)? Quantas vezes você parou para ter uma conversa franca ou descontraída com seu líder religioso? 


Ontem, eu e os meus filhos falávamos sobre isso, contávamos nossas experiências e comparavamos com o nosso cotidiano. Graças a Odé o Egbé L’ajò tem uma constelação de fihos pensantes e quando sentamos, podemos discutir sem preconceitos ou julgamentos. São esses os momentos onde eu posso me aproximar mais e criar um vinculo de amizade com os meus filhotes.

Um bom relacionamento com seu líder religioso é muito importante, pois ele é o pai que o Orixá te deu, já temos que engolir sapos no trabalho, na família, não vai ser no terreiro que vamos arrumar mais dores de cabeça. A casa de santo, tem que ser o lugar onde nos sentimos em casa, cuidar e zelar não só das paredes e do chão, mas também das relações de amizade que surgem. Como eu sempre digo, você não é obrigado a gostar de ninguém, mas tem que ter respeito e o minimo de edução com sua familia de axé.

Uma coisa que não funciona é você estar em uma casa e não está de coração, não vestir a camisa do seu axé e do seu zelador, essa história de «Aí, eu não tô com vontade de ir», ou «eu só vou se me chamarem», é pura frescura, e nem eu nem qualquer zelador que se prese precisamos de gente assim em nossas casas. Vá ao axé se você tiver vontade, determinação e amor ao seu Orixá e ao Orixá da casa, e não por obrigação, pois ao invés de ajudar, você acaba atrapalhando. O que me deixa admirado é que tempo para falar e saber da vida alheia todo mundo tem, mas para passar um pano no igbá ou para ajudar na função, sempre estão ocupados. Gente assim, pelo menos na minha casa, não fica. 

Religião, seja qual for, não é brincadeira, principalmente se você é iniciado nela. Não adianta só reclamar e cobrar, você tem que fazer sua parte, pois no momento que seu babalorixá te apresentou ao seu Orixá, ele o fez com o coração limpo e com a fé de que você seria um bom filho à casa. 

Uma ótima terça e que Ogun nos proteja.

Nenhum comentário:

Buscar no Orisá a força para recomeçar

Durante a vida vamos passando por momentos onde nada tem explicação, são crises que vem como tempestades que param ...