segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Cuidado com o Negativo!

Quem nasce com o lado espiritual aflorado, vai conseguir entender o que vou descrever abaixo. Nessa realidade, terra, temos o livre arbítrio, ou seja, escolha, mas será que no orún (céu), também temos poder de decisão? E como funciona para quem a esse mundo com uma missão espiritual? Para esse o livre arbítrio tanto é válido?

Eu acredito no poder de decisão sempre, não é porque nascemos com uma inclinação espiritual, que vamos justificar tudo com isso, ao contrário, vamos ter que ter muito mais força, coragem, entendimento e determinação, pois travaremos uma luta diária contra o “negativo”, como eu prefiro chamar as forças contrárias a criação e a felicidade, esse negativo busca todos os dias atrapalhar os nossos planos e é tão presente nessa realidade, que ainda não conseguimos entender, se ele é de fora para dentro, ou de dentro para fora. Meu objetivo com esse texto, não é causar pânico, como eu vejo, alguns tantos irmãos evangélicos fazendo e sim alertar. Um exemplo, quando eu estou para atender com o jogo de búzios, uma pessoa que está com um grande problema espiritual, eu já acordo me sentindo pesado, é como se aquilo que está negativo na pessoa, quisesse me afastar dela, para não orientar, pois a partir do momento que ela saber o que está acontecendo, o negativo irá ser enfraquecido, já cheguei a sentir uma ira da pessoa, e eu nem a conhecia, mas sempre respiro e peço que Oxossi tome conta e me guie.

E pensamentos que só os “abians” estão a mercê disso, não! Mesmo sendo iyáwò, ebomy, ekedy, ogan ou babálorixá, antes de tudo, somos humanos e carregamos toda a fragilidade de aqui existir, temos medo, raiva, rancor, mágoa, ego, sentimentos que alimentam e abrem a porta para o mal entrar. Os ebós nos limpam, se iniciar dá maior resistência, mas se você não lutar contra, acaba se afastando das pessoas que te ama, acaba se voltando contra a quem iniciou seu Orixá, à sua família e amigos, pois é isso que o mal quer, te ver sozinho, afogado no arrependimento e envolvido em uma capa pesada que não vai permitir que você caminhe nem evolua, pense nisso e busque ajuda, pois muitas vezes não é a sua vida que é ruim e sim o que você faz com ela e o que permite que nela entre.

-Babá Diego de Odé-

Nenhum comentário:

A Força do Ajé - Como funciona

A força do Ajé – Como funciona Sabemos que no Candomblé a força do “Ajé” existe, seja em qual for a época, sempre se ouviu falar que há...