domingo, 14 de abril de 2013

Mexeu com meus filhos, mexeu comigo!

Ontem já no final da noite, decidi ver três situações no jogo de búzios, referente a filhos de santo e nos três casos existiam feitiços envolvidos, como eu não sou de encanar, continuei jogando e Ifá insistia que existiam coisas feitas aos meus filhos e pior duas das pessoas responsáveis passaram pelas minhas mãos e a terceira é um ex zelador. Foi aí que a fúria tomou conta de mim, como eu digo candomblé não ensina o mal, quem ensina é a vida e à essas pessoas eu posso garantir que filho meu não caí com macumba, pois eles são muito bem feitos e preparados, o vento pode soprar mas essa casa é feita de alicerces fortes.

Durante a noite, essas situações ficaram remoendo meu pensamento, como pode as pessoas perderem tempo para prejudicar a outra. Porque não investir esse dinheiro e esse tempo em melhorar elas mesmas. Se você foi um péssimo marido, uma pessoa arrogante que não para em lugar nenhum por causa da sua falta de índole e perdeu a mulher, tente melhorar, procurar ajuda, lembrando que a minha porta está fechada já que você desperdiçou a minha boa fé. Ao segundo caso, sugiro que trabalhe melhor essa incapacidade e pare de fantasiar, só se é babalorixá depois que se passa a navalha na cabeça de alguém e ter uma Ekedi é para quem tem tombo. E finalmente ao terceiro eu digo, assim como você, eu também tive muitas decepções nesses 7 anos que eu sou zelador de Orixá, mas nem por isso fui para o lado do mal. Nossa missão é levar a fé do Orixá e não sujar a religião dos nossos antepassados, o Orixá é justo.

Amanhã é dia de eu mandar tudo isso de volta a porta daqueles que ousaram mexer com minhas crias e podem ter certeza que Yá, Babá Egun e Exú me ouvem, pois eu conheço Orixá antes mesmo de nascer, fui carregado no ventre por uma Oxum, criado por um Ogum e educado por um Xangô e com eles aprendi que a melhor defesa é o ataque.

Uma ótima sexta a todos!

Um comentário:

Anônimo disse...

Suas explicações são sempre bem vindas . Aquele que enxerga realmente , sabe a verdade , ; o tempo amadurece !