quinta-feira, 25 de abril de 2013

Mudança de Axé


Há vinte anos, a coisa mais difícil de ouvir é que alguém tinha mudado de casa de santo, quando o filho de santo tinha um problema com a casa de santo, ou resolvia, ou ficava afastado durante um tempo ou então virava crente. Hoje as coisas são bem diferentes, se a pessoa se inicia em uma casa e surge um conflito, logo vai para casa de outra, sem pensar duas vezes. Eu passei por isso e foram mudanças drásticas em pouco tempo, mas com elas eu aprendi algumas lições.

Quando se entra em uma nova casa, não se deve esquecer o que aprendeu anteriormente, contudo você precisa estar aberto as novas informações, a uma forma diferente de cultuar o Orixá. Casa nenhuma vai se adaptar a você, por isso se uma nova porta se abriu e te acolheu, dê valor a essa oportunidade, não crie barreiras com as suas verdades, se você procurou um novo caminho, deve se empenhar para fazer diferente e desta vez dá certo. Ficar mudando de casa não é bom para o desenvolvimento espiritual e querendo ou não, sua vida pode se prejudicar.

Antes de tomar uma atitude, pense no seu juramento perante ao Orixá, veja se não há formas de remediar a situação ao invés de sair de onde você nasceu. Se após analisar todos os lados, não der para seguir mais, então busque uma nova casa, espere para conhecer a função e os bastidores e então dê continuidade as suas obrigações e reconstrua seus laços com a religião e tenha uma vida plena.

A confiança é o maior ato de fé que alguém pode te oferecer, não feche as portas que o seu Orixá abriu. Uma casa de axé, é feita de pessoas, de gênios diferentes, de opiniões diferentes e que dificilmente mudarão, o que podemos fazer é mudar o nosso olhar e nossas postura diante das situações que surgirem. Seja firme, responsável e tenha acima de tudo nobreza e com certeza o Axé e o seu Orixá irão te dá um lindo caminho.

Nenhum comentário: