terça-feira, 4 de junho de 2013

Relacionamento Amoroso, uma questão de rúmbè


Eu acredito que nós zeladores não podemos proibir relacionamentos amorosos entre irmãos de santo, pois ninguém manda no coração, contudo antes de se envolver com alguém que partilha do mesmo axé, da mesma casa que você, deve-se ter muito cuidado e em primeiro lugar ter a certeza do que está fazendo, pois se por um acaso as coisas não saírem como você espera, o seu babalorixá e o seu Orixá, não pode pagar a conta da sua frustração.


Entre as causas mais frequentes de afastamento por parte dos filhos de santo, é o amor. Mesmo sabendo que onde se busca a fé, não se come a carne, somos seres humanos e isso pode sim acontecer, mas temos que ter o famoso bom-senso, conversar e pedir o conselho de um mais velho. Sua casa de axé confiou em você e espera no mínimo, sinceridade e respeito, pois mesmo que você goste de um irmão, namore ou se chegue a se casar, dentro do terreiro você são irmãos e ponto, nada de beijinhos, agarramentos ou crises de ciúmes.

O papel da religião é trazer para nossas vidas, esperança, fé, amor e principalmente equilíbrio para enfrentarmos o mundo lá fora. Então siga o axé de forma correta e comprometida que certamente você colherá bons frutos.

Uma ótima tarde!

Nenhum comentário: