Buscar no Orisá a força para recomeçar


-->
Durante a vida vamos passando por momentos onde nada tem explicação, são crises que vem como tempestades que param tudo, inclusive a nossa capacidade de enxergar uma saída. São nesses momentos que a fé é um fator de transformação, mas se religião for um dos problemas, como fazer?

Primeiro, a fé nunca vai ser um problema, o que pode estar dificultando sua vida são as pessoas, como eu costumo dizer, em uma casa de Orisá somos todos doentes buscando na força da luz do asé a nossa cura, do abiyan ao bàbálorisá, contudo, cada um tem sua força, sua qualidade e unidos em uma boa viagem como determina Ogún na primeira cantiga do sirè – Ogún ajò e mariwò... – conseguiremos vencer todos os percalços de uma vida em comunidade, por esse motivo também temos que trabalhar muito o conceito “Ori x Ègbé” que vamos tratar em um outro post.

Segundo, concordo com o “tudo passa”, o grande negócio é a maneira que vamos passar por aquele momento difícil, por isso desenvolver a essência do seu Orisá é muito importante, por exemplo, se você é de Ogún, por questão evolutiva, deve ser cirúrgico na hora de tomar decisões, praticidade sempre será o melhor caminho, já se você for de Odé terá que considerar sempre o bem-estar de todos que influência e para as pessoas de Sangò, o equilíbrio será predominante em todas as decisões, sendo que nunca poderá perder a liderança daquela situação. 

O jogo de búzios pode sim ajudar, mas tenha a consciência que ao buscar um conselho de Orunmila terá que seguir as orientações quanto a ebós (tratamentos) e também na questão comportamental, nem todo o errado está no outro ou é culpa do momento do pais ou ainda pior, da má sorte, muitas vezes nossas atitudes x comunidade, estão desalinhas, sem sentido e isso gera um fluxo ruim de energia. 

Seja para que momento, busque a fé, pratique e mude sua vida, muitas pedras existiram no caminho de quem caminha atento e tem uma direção determinada pelo orún (céu), aceita pelo ori (eu) e que faz bem a ègbé (comunidade).

Muito asé!
Bàbá Diego de Odé 
(11) 4141-0167 – 9 6617-8726

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Qualidade - Oxum Opará

Poema: Passos e Lágrimas no Candomblé

Os Encantamentos de Amor Funcionam?